Nunca por falta de amor

13 jan

Não deixe sua família morrer.
Todos os dias dá um beijo, uma palavra bonita, uma brincadeira, um abraço.
Todos os dias olhe nos olhos ou finja que está carente,
para aquele filho que não foi gentil.
Admita que precisa cuidado com essas bobagenzinhas,
que ampliadas viram uma catástrofe.
Quem briga demais por uma camisa mal passada, por um prato quebrado
ou por um vaso fora do lugar está chamando crise.
Quem reclama demais está começando a trincar seu vaso de porcelana.
Quem nunca elogia está arrumando desamor.

Se sua roseira morrer,
que nãNunca, mas nunca por falta de amor.

o seja por falta de cuidados…
Nem por cuidado excessivo de mulher dominadora.
Ou de macho que nunca erra.

Já pediu desculpas este mês?… Já disse “eu te amo” desde que se levantou hoje ąs seis horas?

Fonte: http://www.padrezezinhoscj.kit.net/poemas/n1.htm

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: